'Love' cria polêmica e escândalo em Cannes com sexo explícito em 3D

Longa do argentino Gaspar Noé teve aplausos, críticas irônicas e zombaria. Cineasta quis 'mostrar amor carnal' com ejaculações em close e orgias.

Noticia Atualizada em 22/05/2015
'Love' cria polêmica e escândalo em Cannes com sexo explícito em 3D
Foto: Divulgação

O escândalo anunciado na Croisette com a exibição do filme mais recente de Gaspar Noé, "Love", criou polêmica nesta quinta-feira (21), com aplausos, críticas irônicas e até mesmo zombarias.

 

Com cenas de sexo explícito, "Love", filmado em 3D, deixa pouco à imaginação: ejaculações em close, orgia em um clube de sexo, travestis...

 

Escalado na seleção oficial, o longa foi exibido fora de competição, na sessão da meia-noite.

 

Um filme anterior deste diretor, nascido na Argentina, "Irreversível", já havia chocado a Croisette em 2002.

 

Os cartazes foram um prenúncio do filme, um deles com um pênis em primeiro plano.

 

Gaspar Noé, de 51 anos, explicou ter optado por filmar em 3D porque a técnica dá ao espectador "um maior sentimento de identificação com o personagem principal e seu estado melancólico".

 

Há vários anos, os pornôs clássicos têm sido filmados em 3D.