Garantido entrega comenda

Boi Garantido faz as pazes com sua história e homenageia torcedores, dirigentes, brincantes e parceiros que ajudaram a construir o cinquentenário do maior campeão do festival

Noticia Atualizada em 23/06/2015
Garantido entrega comenda
Foto: Divulgação/AFBBG

O ano de 2015 marca os cinquenta anos do Festival Folclórico de Parintins, evento onde centenas de pessoas fizeram história, tanto na linha de frente, quanto nos bastidores do evento. Para homenagear quem se doou de várias maneiras ao lado vermelho, o boi bumbá Garantido entregará a Comenda “50 Anos em Vida”, a homens, mulheres e parceiros que escreveram seus nomes no livro da Vida do Garantido. O evento histórico acontecerá, a partir das 18h, no curral Lindolfo Monteverde (Cidade Garantido) no dia 24 de junho.

 

Aproximadamente quatrocentos nomes receberão a homenagem. São fundadores, artistas, ex-itens, ex-diretores, ex-presidentes, apoiadores, ex-batuqueiros, enfim pessoas que apoiaram de várias maneiras o Garantido, ao longo das cinco décadas de disputas.

 

Segundo um dos membros da Comissão de Artes do Garantido, Mencius Melo, a intenção é registrar a história do boi, sem entrar em juízo de valor. “É uma lista extensa, feita de suor, sonhos e lágrimas de pessoas que ajudaram a construir o Garantido”, destaca. “Na lista estão ex-dirigentes, ex-presidentes, ex-itens, ex-brincantes, gente do passado e do presente e até nomes curiosos porém, que tem algo de contributivo com o Garantido e, por isso, deve ser lembrado”, observa. “Nossa intenção é preservar a história e a memória do Garantido, isso é o que importa”, finalizou.   

                        

“Gente que está e que partiu pra ficar...”

Dentre os homenageados está o primeiro presidente da então fundada Associação Folclórica Boi- Bumbá Garantido na década de 1980, Rui Mendes – conhecido folcloricamente como “Frasquinho de Veneno”, porque deixava os contrários com raiva, diante dos recursos que impetrava contra o adversário azul nos bastidores da disputa. Também  consta na lista seu irmão, Mestre Jair Mendes, inventor das alegorias no festival e torcedor declarado do Garantido. Outro homenageado é Zezinho Faria, dirigente ‘quase esquecido’ mas, que comandou os anos 1980 - a chamada “década de ouro”, onde o Garantido ganhou oito dos dez títulos disputados, inclusive o pentacampeonato.

 

Além deles estão os compositores Emerson Maia, Braulino Lima, Manoel Aporcino, Inaldo Medeiros, Paulinho Silva. O jornalista Fred Góes e o ex-peara Clemilton Pinto também figuram na lista de homenageados. Os artistas plástico Vandir Santos, José Américo, Gudu, Sérgio Santos, Amarildo Teixeira e as folclóricas ‘comadres do Garantido’ também não podiam ficar de fora.

 

“Todos nós temos uma dívida de gratidão com quem ajudou o Garantido durante esses cinquenta anos. São homens e mulheres que fizeram e fazem parte desse cinquentenário. Não queremos e não vamos excluir ninguém”, declarou Adelson Albuquerque, presidente do boi Garantido. “Homenageá-los é a nossa forma de dizer muito obrigado”, enfatizou Albuquerque.

 

Assessoria de Imprensa