Projeto Pé-de-pincha gera conflito entre comunitários no Mamuru

Noticia Atualizada em 09/11/2017
Projeto Pé-de-pincha gera conflito entre comunitários no Mamuru
Foto: Marcondes Maciel

A captura de tracajás e retirada de ovos dos quelônios do Projeto Pé-de-pincha da área de manejo do Rio Mamuru vem causando conflitos e desavenças entre os comunitários envolvidos na ação de preservação das espécies naquela região.

 

De acordo o presidente da comunidade São Lucas do Mirizal, na região do Mamuru, precisamente no município de Aveiros na divisa com Parintins, Constantino da Silva, alguns membros da comunidade que são coordenadores do Projeto Pé-de-pincha proibiram que pessoas da própria comunidade tenham entrada livre no rio para a pesca e até a retirada de tracajás para a subsistência.

 

O presidente Constantino da Silva afirma que só têm acesso ao rio as pessoas autorizadas por uma senhora que atua como secretária da comunidade e seu esposo. Ele conta que até arma de fogo é usada para retirar os comunitários.

 

“Inclusive forma com arma de fogo lá pra cima e eu não achei de acordo com isso. São moradores que pertencem do Mocambo até o Mirizal. Inclusive, alguns da comunidade comercializam, tiram os ovos e vendem. Por que uns têm direito e outros não, se todos são do rio?”, questionou.

 

Marcondes Maciel | Repórter Parintins