Semsa cumpre decisão judicial e veta enfermeiros de fazer diagnósticos e solicitar exames

Noticia Atualizada em 11/10/2017
Semsa cumpre decisão judicial e veta enfermeiros de fazer diagnósticos e solicitar exames
Foto: Marcondes Maciel

A decisão da Justiça Federal que impede os enfermeiros de realizarem prescrição de exames e medicamentos tem causado indignação e começa a precarizar o atendimento aos milhares de usuários do Sistema único de Saúde (SUS) em Parintins. Nas unidades da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) a decisão começou a ser cumprida desde a manhã de quarta-feira, 11 de outubro.

 

“Sendo assim, procedimentos como testagens rápidas, preventivo do colo do útero e as consultas iniciais de pré-natal entre muitos outros passarão a ser realizados exclusivamente por médicos”, disse em nota a subsecretária municipal de Saúde, Daizes Pimentel.

 

A maior reclamação em Parintins é quanto ao serviço de aferição de glicemia dos pacientes com diabetes que antes era realizado por enfermeiros em qualquer unidade de saúde. Com a proibição federal esse exame só pode ser feito por um médico, o que prejudica o atendimento, uma vez que são poucos os médicos no município.

 

De acordo com a nota, a Prefeitura de Parintins, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informa que atendendo a decisão judicial, as atividades de enfermeiros com solicitação de exames estão suspensas nas unidades.

 

A medida é um atendimento a Justiça Federal, do Distrito Federal que suspendeu, por meio de liminar, os efeitos da Portaria número 2488, de 21 de outubro de 2011 que permitia a enfermeiros realizar consultas, solicitar exames e medicamentos.

 

A Secretaria Municipal de Saúde informa que por conta da medida, haverá prejuízo no tempo de espera para as consultas, mas que está adequando a rede para que os prejuízos à população sejam minimizados.

 

Marcondes Maciel | Repórter Parintins