Campos improvisados fazem alegria da juventude com jogos de peladas

Noticia Atualizada em 11/10/2017
Campos improvisados fazem alegria da juventude com jogos de peladas
Foto: Fernando Cardoso

Todos os anos durante o baixar das águas grupos de adolescentes como forma de compensar a falta de áreas de lazer na cidade constroem campos de futebol improvisados nas margens dos lagos do Macurani e Parananema.

 

Nesses locais é visível ver dezenas de adolescentes com enxadas, terçados, ancinho e outros utensílios de limpeza capinando, puxando mato, fincando pernamancas e ripões construindo traves e marcando o local para jogos de peladas.

 

Na orla do Lago do Macurani, um campo improvisado medindo 20x30 metros tornou-se a alegria para adolescentes, jovens, adultos e crianças. São formados os times, cada com oito jogadores, alguns incluem até mulheres.

 

Segundo o estudante Jorge Silva, a falta de campos de futebol no bairro Paulo Corrêa força nessa época do ano a garotada uni esforços com um só objetivo construir os campinhos improvisados para no fim de tarde disputarem um bom jogo de peladas.

 

“Não sei por que as nossas autoridades desprezam os nossos jovens, depois querem cobrar resultados quando alguns caminham para o lado da criminalidade” disse.

 

Num dos campinhos no Bairro de Santa Rita, o mais velho do grupo identificado por Roney assegura que poder construir o próprio campo para jogos de futebol é uma vitória.

 

“No nosso bairro não tem campo de futebol, e nos que existem aqui particular não deixam a gente jogar, então nos sentimos excluídos. Pelo menos quando chega essa época do ano podemos construir aqui esse campo e matar a vontade de jogar bola até o início da noite”, declarou.

 

A reportagem contabilizou cerca de 10 pequenos campos improvisados nos bairros da Francesa, Santa Rita, Palmares, Nazaré, Paulo Corrêa e São Francisco, locais que todas as tardes se transformam em palco para jogos de peladas.

 

Fernando Cardoso | Repórter Parintins