Campanha Outubro Rosa inicia com missa na Catedral

Noticia Atualizada em 10/10/2017
Campanha Outubro Rosa inicia com missa na Catedral
Foto: Marcondes Maciel

Será aberta oficialmente nesta terça-feira (10), a campanha Outubro Rosa que abrange diretamente as mulheres visando a prevenção do câncer de mama e do colo de útero, além de outras enfermidades.

 

A abertura da campanha acontece as 19h com a celebração de uma missa na Catedral de Nossa Senhora do Carmo, aberta para a população parintinense.

 

A secretária interina municipal de saúde, Daizes Pimentel, adiantou que a celebração (missa) tem um cunho especial para mostrar que o câncer não é o fim da vida quando é tratado.

 

No ato, mulheres parintinenses que tiveram câncer de mama ou de colo vão estar deixando suas mensagens de vitória, experiência e vida por terem superado a doença.

 

Daizes informou que desde que a campanha foi nacionalmente lançada todas as unidades de saúde da cidade estenderam os atendimentos de exames preventivos para possível descoberta da doença mais cedo e trata-la para que mais uma mulher não perca a batalha contra o câncer de mama e de útero.

 

“Desde o início do ano nos intensificamos a coleta do exame preventivo porque a campanha do Outubro do Rosa tem o enfoque no câncer de mama, mas no Amazonas o câncer de útero mata mais que o câncer de mama, então nos abraçamos a causa do câncer de colo uterino também”, explicou.

 

Ela adiantou que a campanha em Parintins vai atingir também a prevenção do câncer da Tireoide e o câncer de mama em homens, que segundo ela, vem atingindo intensamente o sexo masculino parintinense.

 

“Nós temos 19 pacientes que estão apresentando problemas de mama, então é muito importante que os homens possam fazer o auto exame”, alertou.

 

No dia 21, o mastologista Sebastião Marden vai reunir, trabalhar e conversar com os profissionais de saúde, em seguida, numa espécie de mesa redonda vai estar à disposição para conversar com a população sobre a doença, tirar as dúvidas, tratamento, dentre outros.

 

“O doutor Marden mensalmente atende 60 mulheres, um passo importante para que ele pudesse diagnosticar, tratar e naqueles casos que não são canceres ainda, mas precisa ter cuidado com cirurgia, ele faz aqui no município”, frisou.

 

No dia 31, no encerramento da campanha existe a possibilidade da participação das universidades, Semasth e outras instituições para realizar um grande evento.

 

Em Parintins somente no ano passado foram registrados pelo menos 15 casos de mulheres com suspeita de cânceres de mama e útero. Também foram constatados casos de neoplasia (tumores) entre parintinenses.

 

Daizes informou que em média 20 mulheres parintinenses fazem acompanhamento na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon) por terem sido diagnosticadas com canceres de mama e do útero.

 

“Esse número dobra quando a gente fala de outros tipos de canceres. Eu particularmente vou ter um encontro com essas mulheres onde a gente possa trocar mais idéias, possa avaliar os serviços e coletar depoimentos pra divulgar publicamente e dizer que o câncer tratado inicialmente tem cura”, comentou.

 

A secretária interina da Sesam adiantou que para conscientizar sobre a importância da prevenção contra a doença é estudado o Bumbódromo para receber a iluminação com a cor rosa, símbolo da luta contra a neoplasia mamária e que, em Parintins, também alerta para a prevenção ao tumor do colo uterino.

 

Por mês, os cânceres de mama e colo do útero matam, em média, 25 mulheres que são acompanhadas na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon).

 

Fernando Cardoso | Repórter Parintins