Adolescente é acusado de aliciar e abusar de garota de 10 anos

Noticia Atualizada em 09/10/2017
Adolescente é acusado de aliciar e abusar de garota de 10 anos
Foto: Fernando Cardoso

Um adolescente de 14 anos foi apreendido por volta das 19h de domingo (08), acusado de suposto aliciamento, abuso e estupro praticados contra uma menina de 10 anos que se encontrava sozinha em sua residência na Invasão do Castanhal, próximo ao bairro União.

 

De acordo com a mãe da menor, na casa se encontrava apenas a garota e um irmão de 13 anos que é especial, o qual teria presenciado o adolescente agarrar, tocar e beijar a menina.

 

“Eu tinha ido atender um chamado na casa da minha prima, que eu puxo, e quando eu cheguei presenciei ele agarrando e querendo beijar ela, eu vi com os meus próprios olhos. Ela apanhou de mim, pegou um bolos pra me respeitar”, contou.

 

A mulher disse que repreendeu o adolescente pelo ato, mas ele teria alegado que a garota estava apenas tirando um cordão do seu pescoço. A mãe questionou o filho especial sobre o que tinha visto, ele relatou que o adolescente agarrou, tocou e beijou a irmã.

 

A mãe foi além dizendo que não é a primeira vez que o adolescente aliciou a menor. Segundo ela, no dia 29 de setembro teve que ir a Vila Amazônia e quando retornou, uma vizinha a alertou que tinha presenciado o adolescente acariciando a garota na casa de um irmão dele.

 

A reportagem tentou uma conversa com a menina, mas não quis falar apenas confirmou o fato sacudindo a cabeça quando as perguntas eram lhes dirigida. O adolescente negou a acusação para a guarnição da PM.

 

Conselho Tutelar

O conselheiro tutelar, Marquinhos Azevedo, acompanhou o caso confirmou a versão da mãe que a garota estava sozinha em casa cuidando do irmão especial, porém questionou a negligência da mãe e do padrasto que se encontravam ausentes porque estariam bebendo.

 

“É um caso de possível de aliciamento e estupro, mas só vamos poder afirmar quando for feito o exame de conjunção carnal. Os pais estão se metendo na bebida e esquecendo os filhos sozinhos em casa”, declarou.

 

O conselheiro tutelar disse ainda que presenciou que os vizinhos da vítima estavam todos com sintomas de embriaguez alcoólica, inclusive, a mãe e o padrasto.

 

A mãe da menor ao ser questionada se estaria bebendo enquanto a filha estava sozinha em casa, alegou que não, estava puxando (desmentidura) de uma prima, segundo ela, ganhando o pão de cada dia.

 

A garota foi submetida na manhã desta segunda-feira (09) ao exame de conjunção carnal no Hospital Regional Jofre Cohen acompanhada da assistente social Roziane Macêdo.     

 

Fernando Cardoso | Repórter Parintins