Pesquisa que associa apoio de José Melo a Amazonino é investigada pelo MP

Noticia Atualizada em 25/08/2017
Pesquisa que associa apoio de José Melo a Amazonino é investigada pelo MP
Foto: Divulgação

O Ministério Público Eleitoral decidiu abrir investigação para apurar a realização de uma “pesquisa”, feita por telefone, em que o eleitor é questionado se tem ciência do suposto apoio  do governador cassado José Melo (Pros) ao ex-governador e candidato Amazonino Mendes (PDT). O MPE entende que a abordagem pode configurar propaganda negativa para o candidato ao governo e quer chegar aos responsáveis pela “pesquisa”.  A denúncia chegou ao órgão pelo Sistema Pardal.

 

Ordem  Ontem, a  juíza  Jaiza Maria Pinto Fraxe mandou retirar do ar, sob pena de multa diária de R$ 50 mil, propaganda eleitoral da campanha de Eduardo Braga (PMDB), que relacionava Amazonino Mendes a José Melo. E Melo ao crime organizado.

 

Conclusão   “O caso não diz respeito a uma simples crítica ácida, mas ao desvirtuamento da propaganda eleitoral gratuita”, diz Jaiza Fraxe em seu despacho. Segundo ela, o horário eleitoral gratuito, custeado pelo erário, tem outra finalidade.

 

Anula não!  As pesquisas internas dos dois candidatos ao governo do Estado apontam para a mesma conclusão: os votos nulos, brancos e abstenções devem superar a ambos, o que poderá macular a representatividade de quem sair vitorioso. Agora, não só Braga, mas Amazonino também tenta convencer o eleitor a escolher entre as duas opções.

 

Apelo  Desde ontem, Amazonino Mendes  passou a usar uma parte de seu tempo na propaganda eleitoral para pedir que o eleitor “vá às urnas e vote”.  A propaganda do candidato afirma que “o voto é um direito conquistado” e uma “ferramenta para vencer a crise”.

 

Ânimo A campanha de Eduardo Braga, por sua vez, já havia chamado o eleitor a refletir: “Voto nulo não é protesto! É retrocesso!”, diz texto distribuído por sua campanha via rede social. O texto frisa que essa é “uma campanha atípica, com eleitores ‘silenciosos’, parecendo não muito entusiasmados com o atual cenário político do Amazonas”.

 

Tática  Na reta final da eleição suplementar, os dois candidatos usaram estratégias diferentes para atrair eleitores. Amazonino priorizou comícios em bairros populosos. Braga deu preferência a encontros com categorias.  

 

Nichos  Na noite da última quarta-feira, por exemplo, o candidato do PMDB se reuniu com profissionais da educação e garantiu investimentos na área. Também na quarta ele assinou carta-compromisso com a categoria de médicos. Ontem, Braga esteve em Itacoatiara e Rio Preto da Eva.                       

 

Cena 1 Dois fatos no mínimo curiosos chamaram a atenção de quem participou da reunião fechada entre Amazonino Mendes e membros da Assembleia de Deus Tradicional, anteontem, no Hotel Intercity, no bairro Adrianópolis. O primeiro foi o horário do encontro: 22h. 

 

Cena 2 Mas nada despertou mais curiosidade que o comportamento do deputado estadual Wanderley Dallas, do PMDB de Eduardo Braga. O parlamentar, que intermediou o encontro dos fiéis com Amazonino, se escondeu o tempo todo das câmeras de vídeo e recusou os pedidos para fotos. 

 

Fonte: A Crítica