Novos defensores públicos começam atuar no Fórum de Parintins

Noticia Atualizada em 09/01/2017
Novos defensores públicos começam atuar no Fórum de Parintins
Foto: Marcondes Maciel

Os novos defensores públicos da Comarca de Parintins começaram a atuar no Fórum de Justiça “Raimundo Vidal Pessoa” com atendimentos ao público em geral para a comunidade parintinense desde a segunda-feira, 9 de janeiro. Para ocupar a 1ª Defensoria Pública assumiu o defensor Téo Eduardo Costa e na 3ª Defensoria Pública a defensora Viviane Patrícia Maraan.

 

De acordo com o defensor Téo Eduardo, sua atuação será específica junto a Vara Criminal. “Vou trabalhar exatamente com a execução penal e tribunal do Júri, além de outros encargos da Defensoria”, explicou.

 

Para o defensor Téo Eduardo, um município do tamanho de Parintins necessitaria, de pelos menos, mais um defensor público para atuar na Comarca, devido a grande demanda. “Parintins é uma cidade grande, um dos maiores municípios do interior do Estado do Amazonas e realmente precisaria de mais defensores”, frisou.

 

Téo Eduardo Costa disse que há uma deficiência de novos defensores públicos em todo o Estado, uma vez que hoje existem 50 vagas nas Defensorias do Amazonas que ainda não foram ocupadas, mesmo tendo profissionais do direito concursados para os cargos. “Mas, infelizmente não tem dinheiro para isso, não tem orçamento. Mas tem cinquenta aprovados que poderiam ocupar essas vagas. Quem sofre, obviamente, é a população que fica com menos um defensor público, por exemplo, aqui em Parintins.

 

Entre as metas da defensora pública Viviane Patrícia Maraan está prestar um serviço de assistência jurídica para o maior número de pessoas no município, na 3ª Defensoria Pública de Parintins, além de auxiliar o colega defensor Téo Eduardo. “Minha área de atuação é mais voltada para família, mas vou acompanhar também o trabalho da Defensoria Criminal, menos a execução penal e o tribunal do júri”, pontuou.

 

Marcondes Maciel | Repórter Parintins